sexta-feira, 26 de outubro de 2012

Longe

Entre Portugal e Espanha, nas serranias de Vinhais, 2011

E nenhum lugar será mais distante do resto do mundo
que aquele de onde o olhamos.

4 comentários:

Vivian disse...

...desde que a vista alcance
e o coração pressinta,
o longe se tornará
perto.

post divino, como sempre!

Su Oliveira disse...

Num deserto sem água, numa noite sem lua, numa terra nua, por maior que seja o desespero, nenhuma ausência é mais profunda que a tua!
Sophia de Mello Breyner Andresen

Su Oliveira disse...

"Num deserto sem água, numa noite sem lua, numa terra nua, por maior que seja o desespero, nenhuma ausência é mais profunda que a tua!"
Sophia de Mello Breyner Andreseno

augusta disse...

Em terras de Trás-os-Montes ou,
uma viagem no comboio do tempo, ao tempo do comboio da minha infância!

Em terras de Trás-os-Montes, no horizonte tão longe, mas no coração tão perto...